Buscar
  • Nicholas Kluge

AIRES na PUCRS Metanálise: uma análise sobre a paisagem global da Ética da IA

Atualizado: 4 de mar.






Ética da Inteligência Artificial (IA) é um campo de pesquisa emergente. Contudo, este campo possui história e literatura o bastante para que suas primeiras metanálises já tenham sido publicadas.


Em 2019, Anna Jobin, Marcello Ienca e Effy Vayena mapearam os países responsáveis pela produção das diretrizes éticas existentes para a regulamentação da IA, além de outros parâmetros (e.g., principais princípios éticos defendidos). De acordo com os autores, 84 documentos foram avaliados nesta pesquisa.


Já em 2020, Thilo Hagendorff analisou 21 dos documentos mais relevantes para o debate internacional sobre Ética da IA publicado nos últimos cinco anos, apontando interessantes pontos cegos do próprio campo. Ao mesmo tempo, mapeamentos similares tem sido conduzidos por instituições como o Future of Life Institute e o Berkman Klein Center (Harvard University).


De acordo com a iniciativa do Future of Life Institute (Global AI Policy), apenas 34 países estão participando deste debate, o que representa aproximadamente 17% de todos os países que formam nossa "verdadeira paisagem global".


Enquanto isso, o relatório produzido pelo Berkman Klein Center, "Principled Artificial Intelligence: Mapping Consensus in Ethical and Rights-based Approaches to Principles for AI", aponta que o debate sobre Ética da IA converge em torno de oito princípios éticos, apontando também como tais princípios são abordados e interpretados por diferentes atores globais (i.e., governos, ONGs, instituições privadas, etc.).


De modo a prover uma metanálise mais recente, e com um maior nível de granularidade, nós da AIRES na PUCRS estaremos publicando uma metanálise de mais de 200 documentos publicados entre 2014 e 2021.


Atualmente, estamos em fase de pós processamento dos dados coletados, assim como análise de nossos resultados. Contudo, alguns resultados preliminares já nos permitem projetar uma boa ideia de como se encontra a paisagem atual da Ética da Inteligência Artificial no globo.


Como a distribuição de documentos publicados por países e instituições internacionais:



Princípios éticos mais (e menos) defendidos:




Tipos de proposta para a regulamentação da IA:





Entre diversos outros parâmetros que foram o foco de nossa análise (e.g., escopo de impacto, distribuição de gênero entre autores, tipos de instituições, tipos de documentos, tamanho do documento, diferença na definição de princípios éticos, etc.)


Esperamos em breve estar compartilhando todos os nossos resultados em um formato interativo e acessível a todos.


Para mais informações, conta-te Nicholas Kluge (Pesquisador Responsável).

59 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo